pequenos diálogos – gabriel

O interfone toca. Gabriel e Tomás saem correndo. Desde que Gabriel conseguiu alcançar o aparelho, virou o atendedor oficial de interfone aqui em casa. Cumprimenta o porteiro, pergunta quem chegou e diz que pode subir. Não antes sem perguntar “Vai falar com a mamãe?”. Me passa o fone e volta aos seus afazeres de construir castelos.

A campanhia toca. É MariaRita (aqui em casa é assim que a chamamos, num nome só, corrido: mariarita), a fisioterapeuta respiratória que acompanha o Tomás desde a alta da UTI em 2014. Os meninos adoram ela, que é presença constante aqui em casa – e no orçamento mensal – de março a setembro, quando a conta clima + cidade grande fecha, literalmente, a respiração do mais novo.

Os dois correm para porta, só Gabriel alcança a maçaneta e tem coordenação para abrí-la. Mariarita entra e, como sempre, se abaixa pra falar com eles. Gabriel se afasta. Estranhamos. Então, ele diz:

– “Minha voz está com problemas.”

– “Ah é?”, pergunta mariarita, “E o que ela tem?”

– “Ela está em inglês.”, dá de ombros como quem diz que não pode fazer nada e corre para montar seu castelo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s